terça-feira, 23 de agosto de 2011

PAU NO CU DELES!!!!

(Por Diego EL Khouri)

Noite turbulenta. A famosa Revirada Cultural  acontecendo em toda Goiânia. Dois meses  a cidade respirando arte. Cerca de duas mil e quinhentas apresentações. No último dia 19 de Agosto (sexta feira), a rua do lazer foi palco de uma cena estúpida e lamentável de pura censura. Quando declamava um poema no começo do sarau xingando o governador e vários políticos, eu ouvia apenas risos contidos, às vezes uma ou outra palavra afoita.  Andre Seltz, um amigo alemão, poeta, filósofo da rua, escultor, artesão e hippie por vocação, leu dois poemas que usavam  e abusavam de palavrões. Os risos ainda contidos. Alguns olhos esbugalhados de espanto. O evento se seguia nesse ritmo e nada acontecia de diferente. Até que chegou Anna Alchuffi. Séria, cabeça baixa, pensativa, um tanto revoltada por algo obscuro que aquela noite a assombrava. Andando de um lado para o outro. O sarau já tinha acabado. Pedimos então para o organizador kaio Bruno deixar Anna ler um poema para encerrar a noite bem.  Assim foi. Logo em seguida começou um repente misturado com música eletrônica.  Senhorita Alchuffi resolveu pegar o microfone e fazer uma homenagem a um amigo que não compareceu o evento pois estava dando aula de história em um lugar longe dalí. O homenageado foi o polêmico poeta e contista Marcos Alves Lopes, o cachorro maldito. Anna tirou um papel de sua bolsa e começou a ler um ensaio filosófico do Marcos chamado Pau no cu. Durante a leitura um senhor reacionário e da turma da direita começou a gritar feito louco e dizendo que ia chamar a polícia, em seguida o povo chamando ela de puta, safada, sapatão, o velho dizendo que  ia falar para o secretário da cultura ir atrás dela etc etc. Essas merdas que só pessoas  que exibem uma falsa moral dizem. De repente, esse ser asqueroso e careta invadiu o palco, deu um tapa na cara da Anna e a confusão se armou. A censura existe. Todos no local apoiaram o velho safado. Os poetas já tinham ido embora, exceto eu e o hippie Andre. Todos aplaudiram a censura, desligaram o microfone e repetiram exaustivamente  para que essa galera de “faladores de besteira" (nós poetas) não aparecêssemos mais lá. O caquético senhor após a confusão tentou levar pra cama uma amiga minha. Um senhor de uns setenta anos tentando pegar uma moça de vinte?!! Que falsa moral é essa?? falar cu ou buceta ou pau ou caralho não pode. Agora pedofilia, roubo, agressão, pode. Levantamos a fixa do filho da puta. Carlos Marcio Castro Junqueira. Uma porrada de processos nas costas. Agora estamos na luta contra esse cara na justiça. Queremos ele humilhado. Não é mais apenas uma briga em defesa da Anna e sim a luta pela liberdade do artista de se expressar. CHEGA DE CENSURA!!!  Veneno dessa direita corrupta e bandida! VAMOS BOTAR PRA FODER!!!!! Estamos organizando pra breve um sarau de poesias em resposta a toda essa situação que ocorreu na rua do lazer. Breve mais informações. 

Engraçado, Allen Ginsberg falando palavrão é Cult, Anna Alchuffi é imoral!! E que noção de belo esse povo está tendo?? PAU NO CU DELES!!!!!!!!!!!!!!!!

Aí vai o link d texto do Marcos que causou essa polêmica toda:

http://marcosalveslopes.blogspot.com/2011/08/pau-no-cu-goiano.html

Uma reflexão da Anna sobre o evento:


A cartum feito pelo Ivan Silva:








9 comentários:

  1. Puta que pariu! (só consigo dizer isso!)

    ResponderExcluir
  2. Uma correção: o texto lido foi "goiano pau no cu", não "crônica pau no cu". Segue o link:

    http://marcosalveslopes.blogspot.com/2011/08/pau-no-cu-goiano.html

    ResponderExcluir
  3. Foi GOIANO PAU NO CU que eu lí do meu amigo Cachorro Maldito! A Vadia leu o texto do cachorro para porcos.

    ResponderExcluir
  4. No Jornal DM o Brandão teve a audácia de dizer que fui ler sem permissão! HAHAHAHAHAHAHAHAHAH Engraçado, não vi ele lá, ele tava lá????

    ResponderExcluir
  5. A reação desses merdas é apenas a consagração do maravilhoso trabalho que vocês estão realizando.

    ResponderExcluir
  6. "A Vadia leu o texto do Cachorro para porcos". huahua, é isso aí. Genial.

    ResponderExcluir
  7. Nossa!
    Continuo me assustando com as ações ridículas que nos, "humanos", somos capazes!
    Sinto muito, Anna, pelo que aconteceu!

    ♦ http://pacientesensinam.blogspot.com/ ♦

    ResponderExcluir
  8. Como sempre as coisas não foram bem assim
    Esse senhor caquético apenas interferiu pra ajudar no sentido sim de pedir a ela que parasse pois os animos estavam exaltados e inclusive foi ele quem a acompanhou e deu a ela seu cartao de advogado e disse onde se encontrava se caso ela precisasse
    Incompreensivel então ela ter ido somente na segunda feira (obviamente orientada por alguem ) registrar sua queixa em uma delegacia
    O senhor em questão tem provas do que estou dizendo que é a verdade dos fatos
    Sim ela falou e sim foi quase agredida fisicamente pelo que dizia e sim todos como disse se exaltaram ,sim ele quase chamou a policia para acalmar a todos
    E que outra atitude tomar ?
    a de difamar ? ou buscar a policia nesse momento e a justiça sempre que se fizer necessário
    Usar a rede para difamar ?Ele é advogado ,sindico honesto há anos do lugar onde reside -A ultima eleição ele ganhou por unanimidade _como vcs dizem essa ficha vcs leram -acusações a que voce se refere inumeras
    são de pessoas mal informadas como voce
    A respeito de seu carater eu posso afirmar honesto e aos 74 anos trabalhador levantando todos os dias as 6 hs da manha e trabalhando o dia todo
    Querido no predio onde trabalha ,querido pelos organizadores do envento cultural Choro no Hotel da Av Goiás ,querido onde mora e é sindico
    Independente ,vive por sua conta podendo receber a quem quer que seja a qualquer momento dado a ordem e limpeza de onde reside
    Ajuda ainda hoje a quem quer que o procure eis o motivo pelo qual pedia a moça em questão que parasse já que não estava agradando e causava revolta a ponto de ter sido desligado o som
    Ele foi um dos primeiros a se sentar para ouvir os Grandes artistas de nome renomado como Oscar Wilde que la se apresentava e nunca mesmo aconteceu nada de desagradavel e eu posso constatar ja que me sentava a sua mesa todas as sextas feiras
    Vale lembrar que a rua do Lazer em Goiania se encontra em frente a uma igreja onde havia mais de 200 pessoas incluindo crianças que ouviam todo um palavreado chulo
    Me refiro aos palavrões ditos e que são desnecessários para exprimir uma revolta seja pelo que for
    Como já disse há outros meios mais elegantes de nos posicionarmos contra os desmandos de nossa política e a disparidade de classes sociais
    Não há necessidade alguma de baixar o nível para nos fazer ouvir
    Enfim tenho o maior apreço ,admiro e sou honrada em conhecer esse homem
    Tenho comigo uma reportagem de Votuporanga cidade de onde ele veio onde foi capa de varios jornais quando foi homenageado por seu trabalho junto ao esporte daquela cidade em seus velhos tempos e por suas conquistas e em uma dessas capas esta escrito Carlos Márcio -O HOMEM
    Ele foi aplaudido por um estádio onde todos se colocaram em pé e se viraram para onde estava e ele chorou
    Esse senhor ja foi homenageado muitas vezes e é requisitado hj em varias reuniões de outros prédios em que dá assessoria a sindicos
    Parece que estamos falando da mesma pessoa?
    É que eu diferente de voces sei de quem estou falando e voces meus queridos não sabem
    Peçam desculpas a ele
    Sejam humildes e respeitem um Grande Homem como atesta as inúmeras reportagens verdadeiras sobre ele

    ResponderExcluir