sábado, 18 de março de 2017

O SITE HIPERATIVO CULTURAL DE JOÃO PESSOA (PB) ENTREVISTA DIEGO EL KHOURI





Uma galera guerreira de João Pessoa do site Hiperativo Cultural fez uma matéria bem bacana sobre minha arte. Agradeço Emanuel Limeira, Ikaro Max e toda a galera do canal! No vídeo a entrevista ao vivo que fizeram comigo e nesse link a matéria:  https://hiperativocultural.com/diego-el-khouri/

domingo, 5 de março de 2017

EXPOSIÇÃO INDIVIDUAL DO ARTISTA DIEGO EL KHOURI



E a Exposição Individual de Diego El Khouri intitulada ESTUDO SOBRE O TEMPO agora em novo local. Primeiro foi na Galeria Cultura e Cidadania do Procon Goiânia , depois na 588 Art Show e dia 14 de março será a vernissage na Vila Cultural Cora Coralina (Goiânia-GO). Curadoria do artista plástico Nonatto Coelho.


Exposição Individual: Estudos sobre o Tempo


Artista: Diego El Khouri
Visitação: 14 de Março de 2017 a 10 de Abril de 2017
Local: Vila Cultural Cora Coralina; Goiania (GO)
Curador: Nonatto Coelho
  
--------------

"Pintar por pintar; de repente a imagem surge como uma aparição; flertando, ou mesmo em uma orgia direta com a literatura. Despudorado como os verdadeiros demiurgos, esse pintor que transparece paixão e delírio em tudo que faz é Diego El Khouri. Surpreendente a cada passo em sua caminhada corajosa em direção ao futuro que inexoravelmente chega cronologicamente para todos nós, nos recompensando (ou não) de acordo com nossas ações do presente. Diego faz desse momento presente um brilhante limiar de carreira que nos mostra tenacidade, ousadia e intuição, apontando para dias cada vez mais fecundos no seu “metier Artistic”. Esse jovem ansioso por desvendar a vida é um aventureiro no melhor sentido da palavra, sabe o que quer, e olha a vida de maneira pragmática, sem perder o lirismo e a fé na arte. Expressionista intuitivo, tem o elemento mórbido que dá tempero, fecundidade e mistério ao seu exercício pictórico; sua obra está em constante movimento, em que as cores fortes se ajustam à um desenho nervoso, onde o título convida o espectador apenas como a “porta de entrada” no seu universo. Mas, seu subjetivo é muito mais vasto do que o seu sugestivo título. Diego é uma “alma FAUVISTA” atrelada ao léxico selvagem no senso construtivo da palavra. Seus quadros quase sempre em pequenos formatos ampliam elementos do nosso cotidiano, revelando segredos contidos, ou, outras maneiras de percebê-los, como nos alertou Aristóteles já faz algum tempo, em seus tratados sobre arte no áureo período Helênico." Nonatto Coelho de Oliveira. Curador.

quarta-feira, 1 de março de 2017

1ª EXPOSIÇÃO IDENTIDADE URBANA — OLHARES INDIVIDUAIS

Vernissage: 04 de março de 2017

Exposição: 04 a 10 de março de 2017
Local: 588 Art Show
Endereço: Rua C-167, Qd. 588, Lote 11 Setor Nova Suiça
Goiânia - GO
Curador: Diego El Khouri
Estagiário de direção de arte: Rodrigo Peltzer
Direção, organização e produção: Rodrigo Lima




A arte "persegue o que os olhos não alcançam”. Através das inúmeras vozes que falam através do pincel, impactados com os traços de cores vivas que bailam desnudas na contradição da vida intensa, na excentricidade delirante dos sentidos e sobretudo na subversão poética dos costumes que é a raiz das artes plásticas no mundo contemporâneo, temos a honra de inaugurar a 1ª Exposição Identidade Urbana — Olhares Individuais. Projeto que vislumbra, de forma poética e reflexiva, dialogar com o público os sabores e dessabores do mundo contemporâneo, o contato direto e intenso com a beleza (lírica e até mesmo aquela beleza às avessas que os simbolistas traduziam como "decadentismo"), interagir com as novas e clássicas formas de produzir arte, traçar um painel interessante de produção contemporânea mesclando artistas que trabalham com diversas formas, técnicas e conceitos, incorporando o underground — a cultura da rua — com o clássico. A ideia é ocupar diversos lugares. A primeira exposição será na 588 Art Show e depois irá partir para outros lugares. Portanto, são 13 artistas  expondo trabalhos no campo pictórico, cada um com um olhar diferente,
Mais uma bela exposição em Goiânia. Curadoria: Diego El Khouri.

(Diego El Khouri)

"A 588 Art Show com Diego El Khouri, no mês Março fará lembrar que Goiás continua sendo um celeiro de arte e vamos apresentar ao público 13 identidades distintas de artistas plásticos e seus olhares individuais que surpreenderá nossos clientes e amigos. Goiânia vai lembrar desta data com mais essa linda exposição ligando sempre os artistas goianos ao mercado de arte. Aguardem!"
Rodrigo Lima



Artistas:
1- Alessandra Favoritto
2- Fabio Prado
3- Gustavo Gonçalves
4- Hal Wildson
5- Ivan SIlva
6- Jorginho A. Rocha
7- Markus Meneral
8- Renato Griffith
9- RJunior
10- Simião Mendes
11- Sumaia El Khouri

12- Tati Almeida

Apresentação Musical: Nathan Mendes,  João Pedro tapuio e Rheuter


Diego El Khouri (curador da mostra)



  
                      

Artista plástico, poeta, cartunista.Mantém alguns fanzines em atividade e é colaborador de diversas publicações alternativas do Brasil  além de antologias poéticas e revistas culturais. Participou ativamente de grupos de poesia, no Rio de Janeiro, como a Pelada Poética (organizado pelo ator e poeta Eduardo Tornaghi) e Rato di versos (um sarau bastante conhecido na Lapa e criado pelo poeta Dudu Pererê).  Vem expondo seus trabalhos no Brasil e no exterior. Recentemente foi curador da  XVIII Exposição Coletiva do Mosarte (Instituto Cultural Movimento Santuário da Arte).

------------------------------------------

Alessandra Favoritto


  

Suspender, boy piercer, tatuadora  e artista plástica. Tem investigado métodos empíricos de ensino de desenho. Sua pesquisa pautada em temas como a morte, gênero e no confronto da  realidade com a ficção. Grande parte dedicada à técnica de lápis de cor.  
------------------------------------------------------------------

Fábio Prado

   




Artista plástico, pintor, muralista, grafiteiro, escultor e restaurador. Atuou como gestor cultural em Bento Gonçalves (RS) e possui obras no Brasil e exterior. Seu estilo é voltado para o expressionismo e abstracionismo figurativo. Atualmente trabalha com um estilo de arte conceitual transcendental contemporânea que explora a intervenção urbana e os aspectos do indivíduo. 

--------------------------------------------------------------------------------------




Gustavo Gonçalves

  





Artista plástico e designer gráfico. Seu trabalho é permeado de subjetividade com fortes influências oníricas, modificando o real à procura de novos significados. Sua arte projeta um mundo interior, pontos distantes que se ligam despertando sensações variadas, provocando uma espécie de "lisergia visual" e fazendo com que a percepção transcenda o raciocício lógico e acesse o universo dos sonhos.

--------------------------------------------------------------------------------


Hal Wildson
    



Autodidata no mundo das artes, as bases da sua produção partem essencialmente da literatura, fotografia, colagem e pintura. Voltados para as poéticas urbanas e o existencialismo, o resultado final é o que denomina de poético-visual. O objeto da sua pesquisa constitui-se a partir da criação de uma esfera poética ligada ao ‘eu-criador’ e a investigação sobre a existência e a invenção do amor, as práxis literárias orientam a produção visual à medida que a composição final resulta em ‘poemas pictográficos’.

-----------------------------------------------------------------------------------



Ivan Silva




   
Artista plástico, poeta, cartunista e músico. Foi membro (baterista/compositor) da banda de rock n' roll Malzdreams e hoje é aluno de flautas no Centro de Educação Profissional em Artes Basileu França. Nas artes plásticas trabalha com tinta a óleo e  pastel seco. Sua pintura  é a junção entre o sonho e realidade.


------------------------------------------------------------------------------------
Jorginho A. Rocha








Artista plástico e músico. Cursou artes visuais  na escola de Artes  Veiga valle. Traz na pintura a sua forma de expressão, abrangendo técnicas mistas, trabalhos realistas, focados na sua admiração pela natureza , tendo como referência  grandes mestres da pintura como  Monet, Van Gogh, Renoir, Dali, entre outros. Grande parte dos seus estudos e esboços, são executados em aquarela, destacando-se pela leveza e dinamismo. Seu ponto forte é pintura a óleo, na qual capta e distribui com esmero a energia vivida de seu trabalho minucioso e detalhista, espelhado na perspectiva de suas vivências e ideais.

------------------------------------------------------------------------------------------
Markus Meneral



Artista plástico e tatuador. Artista de personalidade e discurso intenso, que reflete na complexidade visceral de seus trabalhos. Desenha, pinta, experimenta materiais, resultando em arrebatedora mistura de cores e grafismos. 

-----------------------------------------------------------------------------------


Renato Grifith



Artista plástico e poeta. Vem compondo diversos trabalhos na pintura e desenho mesclando o impressionismo e realismo.

---------------------------------------------------------------------



RJunior







Artista plástico e educador. Nos últimos anos  a Colagem e o Desenho tem sido sua principal forma de produção. Com tesoura, recortes, cola, canetas, lápis e materiais alternativos resgata memórias e questiona valores humanos. A série atual de produção intitulada "O quê você tem na cabeça?" transita neste terreno reflexivo. 

-------------------------------------------------------------------------------


Simião Mendes








 Simião Mendes nasceu em Goiânia em 1984. Começou a pintar aos 20 anos. Depois de uma longa pausa, retornou aos pincéis e às telas em 2014. Em 2016 expôs seu quadro "Vertigem no Beco" na XVIII Exposição coletiva do Instituto Mosarte/GO. Além de pintor, é poeta, músico e vocalista da banda de rock n' rollVandalismo Poético.

------------------------------------------------------------------------------




Sumaia El Khouri



Artista plástica e educadora. Trabalhou durante 17 anos na área de educação chegando a ser secretária da educação de Orizona (GO). Utiliza-se de vários materiais para sua criação artística. Lápis de cor, canetas coloridas, agulhas, esmaltes, etc. 

---------------------------------------------------------------------------



Tati Almeida





 

Design de interiores e artista plástica.  Descobriu na Colagem o paraíso de desconstruir e reconstruir, o aquietar o pensamento, o navegar das ideias, o alívio do peso do mundo. Seu primeiro contato com a técnica da Colagem foi  em Setembro de 2015 em um curso com João Colagem. Foi um relacionamento de leveza, ancorado com a tesoura, a cola e o papel! Participou da 11ª Exposição de Colagem Coletiva no SESI Ferreira Pacheco-GO no ano de 2016. 

***

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

DEDOS CRUS

Por Edu planchêz 

escrevo,
com diego el khouri,
glauco matoso,
tanussi cardoso,
cairo trindade...
escrevo com as secretas irmãs
das cidades submersas
nas latitudes do estranho animal
eu, você e os mágicos libertos,
eu e a magnífica esquadra
dos que se arriscam,
dos que marcam os metais
do ir além com dedos crus

sábado, 18 de fevereiro de 2017

A VOZ INTENSA E MELODIOSA DA CATARINA CRYSTAL BLUES

Por: Diego EL Khouri


Batendo um papo com a intérprete Catarina Crystal. Catarina é uma grande cantora que ilumina as ruas, restaurantes e teatros do Rio de Janeiro com sua voz potente, atitude intensa e dando uma cara nova para as músicas que interpreta. Fiquem atentos nessa cantora que ela vai dar o que falar.


Aqui vocês podem ouví-la cantar: https://soundcloud.com/catarina-crystal




1) Pra começo de conversa, como começou na música, quais eram suas influências no início e hoje em dia o que tem ouvido?

Aos 9 anos de idade já dava índices de que poderia cantar.
Desde muito pequena era a única filha que sentava ao lado de seu pai para ouvir seus discos preferidos.
A música sempre foi a saída para todos os meus problemas desde a infância...
todos eles acabavam no momento em que tocava uma canção!
Dos 9 aos 14 anos fiquei em um convento de clausura (convento das carmelitas) PR,   que apesar da ausência do mundo lá fora,criei eu mesma um mundo dentro daquele lugar. Mesmo assim a música sempre esteve  presente. Mesmo que em couros e louvores meu prazer era fazer de cada palavra que saía de minha boca uma melodia.
   Com 15 anos ainda muito que intensamente vivendo aquele mundinho restrito...
me deparei com o mundo que havia fora e ao mesmo tempo dentro de mim.
 Foi quando surgiu a minha primeira e verdadeira influência na música (Janis Joplin).
 De janis pra cá só venho ampliando meu conhecimento musical, conhecendo o trabalho a fundo de varias cantoras feras como:
Ella Fitzgerald,Elis Regina,Leila Pinheiro,Fátima Guedes,Edith Piaf,Etta James,Amy winehouse etc.




2) Como é a cena de Curitiba (sua terra natal) e a do Rio de Janeiro (sua atual moradia)?

Curitiba a cultura musical é muito rica...mas o mais forte é o rock roll, 
tanto que cheguei no RJ com o mínimo de mpbe aí chegando aqui fui aprendendo toda a  nossa riqueza musical brasileira, então meu repertório foi aumentando...
-Tom Jobim, Vinicius de Moraes, Mutantes,Novos baianos etc... Ou seja, vir para o RJ só somou na minha vida. Não cantava samba, até porque o carnaval de Curitiba é o bloco do zumbi (terror) que alias eu amo também, mas acabei sendo tomada pelo sangue Pátria que estava sufocado dentro de mim!Por fim...salve! alcione, clementina de jesus, paulinho da viola, Jards macalé, martinho da villa, lenini etc... 




3) Como é ser artista em um país que não investe na cultura e educação?

É deixar de cantar com a técnica para cantar com a alma... porque é na dificuldade que seu dom aflora. Ex: jogadores de futebol. Quando  não havia fortes investimentos é que nasceram os melhores! (mané garrincha,milton santos, pelé (quando começou)  todos jogavam com a alma e davam tudo de si.. Então eu sinto muito prazer quando sento em uma mesa de restaurante, janto e pago com o dinheiro que ganhei cantando com alma para as pessoas ( do mendigo ao doutor).



4) Você é uma artista que transita entre o teatro e as ruas. Qual a diferença de  se apresentar nesses dois espaços totalmente diferentes?

A satisfação são em ambos lugares. A diferença é que o teatro é um palco limitado e a rua é um palco sem fim.





5) Em seu repertório você passa pela Amy Winehouse , Edith Piaf, Janis Joplin e Elis Regina. De que forma essas grandes cantores  influenciam seu trabalho e como colocar a marca da sua arte nas canções de cantoras tão conhecidas?

Me perfumando com a essência de cada uma delas...
Vivenciando em uma música todas as suas experiências.

Profundo...tão profundo quando a música termina. Só me lembro do que fiz, quando um admirador grava o vídeo  e me mostra ....rsrsr

6) Como anda a parceria musical entre você e Edu Planchêz, poeta e vocalista da banda de rock n'roll Blake Rimbaud?

o poeta e cantor vocalista da banda blake rimbaud (Edu Planchez) aflorador de sonhos reprimidos e a positividade em vida... caminha e agita, opina e determina porque acha que tudo é possível... Nos apresentamos em alguns momentos do concerto nas ruas com muita irreverência e criatividade. Ele tem sido o meu mentor e abriu meus olhos para o grande arsenal da cultura musical brasileira me ensinando a fundo, desde a raiz, a ponta das folhos ( e os sobreviventes iluminados da arte que ainda estão entre nós).





7) Livro de cabeceira.

Poemas de Bertold Brecht e farpas e fagulhas (Brasil Barreto), Papik (o menino que nasceu na neve (de Rosa Kapila) e uma temporada no inferno ( Arthur Rimbaud).



8) Um filme.


 A menina que roubava livros e Théo e Vicent ( Van Gogh)


9) Próximos Passos.

Próximo passo:
    Acredite
    você quer
    você pode
    você conseguiu

qual é o próximo passo?


10 Onde encontrar seu trabalho?


  
Você pode me contactar nesses endereços:

(21) 3412-66-40
(21) 97964-00-11
(21) 98081-13-14

cassycrystal@hotmail.com  / fan page catarina cristal