terça-feira, 12 de abril de 2011

À BEIRA DO ABISMO

Numa manhã quente, perdido em dor e  tédio, me encontrei virtualmente com o poeta carioca Murilo Pereira Dias. Foi uma conversa intensa armada com a metralhadora da arte e da indignação. Por acaso salvei essa conversa e posto aqui nesse blog. A internet tem disso, juntar almas perdidas nessa lama que chama-se pra uns vida, pra outros morte.

Diego EL Khouri: manoooooooooo

 
Murilo Pereira Dias: hj está em plenas trevas
a manhã com aroma morbido
o corpo ainda vivo
sendo retirada as entranhas
e os ossos
estou vendo que estão cercando em pleno vazio
o dominio do silencio
e o esquecimento



D: isso é poesia e sangue, morte e dor



M: novas formas diferentes
é a minha manhã de sexta feira



D: como deseja morrer?



M: sobrio
não sobrio
sombrio
quero morrer de overdose



D: em praça pública?



M: preferencialmente
num quarto cheio de seringas de heroina pendurada



D: quero que meu corpo seja motivo de chacota
ando enfrentando abismos intransponíveis
ta foda, Murilão
to perdendo a lucidez



M: eu nunca quis saber de lucidez
tentei comer ela um dia
mas não deu



D: e essa transa resultou em que?



M: em angustias constantes



D: eu tento sair dessa dor
tenho vontade de mandar tomar no cu mil pessoas



M: isso é pouco



D: que mais?



M: simplesmente desistir e ser egoísta
pensar em vc
e querer que os outros realmente se foda


D: isso é dificil
sentimentos nobres me dominam e me fodem



M: ai sim vc será mais amplo



D: quero liberdade



M: por isso..... assim eu uso a sociedade para ficar longe dela



D: comer o sol numa vez



M: ontem um babaquinha entrou na escola
e matou um monte de aluno e se matou depoi
eu achei ótimo
enquanto todo mundo finge estar chocado
merendeu uma boa bronha antes de dormir



D: hahahaaa


M: estou sem fumar quase 3 dias
estou passando mal
não fumar muito me faz mal



D: eu vivo bêbado



M: se eu beber precisarei de mais fumo
é um vicio trem
tem o vicio maior que chama os outros
depois de beber é fumar cheirar
fudeu



D: fumo, poesia, juntando o sexo teremos deus rebolando nos precipicios do amor?



M: estou muito inutil



D: quer ser útil?



M: Deus se mandou



D: quer seu útil?



M: ser util para acabar com o que resta de inutil
a destruição é util
é necessario guerra
genocidio


D: depois que aprofundei na poesia e na filosofia da vida deixei de sentir amor



M: é lindo
mortem animalium



D: amor é uma praga que tolhe os membros
pior sentimento: gratidão



M:
escute essa opera
ela ajuda anestesiar esses sentimentos escrotos
compaixão


aqui no serviço não tem fone, verei a noite

Denunciar · 10:10
é para fudidos
blackmetal da noruega
8. De Mysteriis Dom Sathanas

Welcome!

To the elder ruins again
The wind whispers beside the deep forest
Darkness will show us the way

The sky has darkened thirteen as
We are collected woeful around a book
Made of human flesh
Heic Noenum Pax
Here is no peace
De Grandae Vus Antiquus Mulum Tristis
Arcanas Mysteria Scriptum

The books blood written pages open
Invoco Crentus Domini De Daemonium
We follow with our white eyes
The ceremonial proceeding

Rex Sacriticulus Mortifer
In the circle of stone coffins
We are standing with our black robes on
Holding the bowl with unholy water
Heic Noenum Pax
Bring us the goat
Psychomantum Et Precr Exito Annos Major
Ferus Netandus Sacerdos Magus

Mortem Animalium

D: massa demais
conhece a banda cativeiro de grindcore aí de Niterói?


M: de skin
ruben
na batera
e vocal


D: sim


M: conheço ...antes era o gore
conheço ruben desde criança



D: ele é uma alma brilhante e revoltada, um gênio
queria ter conhecido ele quando estive no rio


M: foda...manda bem na porra toda
toca pra k


D: adoro cãoversar com ele



M: estou na abstinencia horrivel

muito bom

sofrer

tormenta

pqp



D: escreve um verso, toca sua gaita satânica



M: uma hora poderá sair qquer coisa
nunca penso em escrever
o espirito me usa
e escreve o que pensa
 

D: também a poesia cai assim em minha alma, é como se os demônios e anjos me usassem

sou uma marionete filho da puta


M: os espiritos se fodem comigo

eu gasto a paciencia deles

hj eu quero que eles se fodam


D: vc poderia ter entrado no Coletivo Zine

cagar nas regras
M: eu ja acho que ando me envolvendo

muito querendo melhorar o mundo

na verdade deveriamos fazer o jogo deles e almeja a guerra mais rapido

para a extinçao não tardar


D: não consigo te ver na camisa de força do sistema


M: fingindo ser
a arte da mentira
enganar os traidores
não ter integridade
não ser elo
ser impar
solitario
não pertencer
a jogoalgum
somente ao fim
seja bom ou mal
o fim de tudo
D: ando buscando ar e não encontro, estou todo mutilado e cada buraco de minha alma é uma história a mais de tragédia
fazer o que eu quero é trair o senso comum e gerar inimigos e reprovações


M: depende de onde estará vendo isso
pode ser uma boa visão
D: quero antes a alienação dos vicios, a mentira do amor, tudo desamor
boa visão?

M: aquele que prefere ser odiado
o caos
porque é ruim
o fim
se teremos que viver o fim
porque menosprezar o caos
menosprezar as fezes
a moerte
porque evidenciar mulheres lindas
jovens e gostosas
foda-se
seja linda as velas
banguelas e doentes
as gordas entupidas
ascari
escaras
dolorosas


estou bem
triste = estar feliz
feliz = estar enganado
enganado = estar no caminho certo
caminho certo = morte
incognita.....
mas derradeira e unicamente a certeza
D: pra vc o que é o amor?

é a mentira revestida em beleza?
...

isso te calou, cortou seu raciocínio? seu calcanhar de Aquiles?



M: ....... amor não existe
nunca existiu é a maior mentira
um sentimento falso
na verdade existe interesse
não amor
mesmo assim amor esta ultrapassado
e alguns babacas conseguem sofrer por amor
mas estão sofrendo por falta de interesse
acaba a grana
acaba o sentimento
mulher... amigos...familia.... tudo é um jogo de interesse
alguns menos deprimentes
alguns vão até o fim
adentrei o cemiterio esquecido e vazio
abandonado
sem corpos
sem alma
sem aroma morbido
realmente não encontrei nada
não tem conclusão
nem desfecho
apenas segue os dias sentindo carencia
de algo que destroi
que é necessario ao fim
então mais uma vez enganei
e não fui
e amorte se fudeu
D: não consigo mais sentir amor por mulher nenhuma, quero apena que meu pênis faça morada em várias entranha, sujas ou limpas, não importa,deixei de ser o platônico sentimental a muito tempo
perdi o último resquício da inocência
M: eu não tenho mais contato fisico
não faço mais uso desse movimento
falo com as pessoas
não toco mais nelas
não encosto em ninguém
não gosto de ser tocado
gosto da minha solidão
e meu teclado
meu quarto escuro em plena manhã
foda-se as responsabilidades
D: abandonou o sexo?


M: foda-se querer alguma coisa
D: não entendo...


M: estou usando o fim
não vejo pessoas
não saio do meu tumulo
panteon
se alguma defunta vier aqui
não irei cavar covas procurendo vaginas podres
não preciso dessa merda de prazer
inutil
reprodutor
acaba em mim a herança
de mim não sairá descendentes
somente destruição
em forma de obras
e tbm não sou demonio
rotulo capitalista de igreja
foda-se igreja
foda-se demonio
pessoas não entendem o alem
dessamerda
de cosmos
essa merda de vida
inutil e sem sentido
preciso entrar na porrada
D: eu cansei da porrada
onde encontro seu livro, irmão?
quero me sangrar também em seus versos, mandar a merda o mundo
as ilusões referida aos tolos sacerdotes e deuses sem carne


M: não publiquei
so tem ele no site que Fabio postou
tem um na minha pagina
D: livro todo?
M: estou procurando...nem sei onde esta
tem postagem pra k
obra completa
sem edicção
tome um certo cuidado ao ler

D: postei a entrevista que vc fez no molho livre, uns chegaram em mim e te chamaram de gênio, outros de louco
cuidado?



M: pode pirar de vez
esse é o sentido
causar paranoia
sou um genio louco
das coisas se sentido
que fazem sentido
com eloquencia enloquecer
pooooooooooooooorrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
esse é o sentido
causar paranoia
sou um genio louco
das coisas se sentido
que fazem sentido
com eloquencia enloquecer
pooooooooooooooorrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
achei uma berolta
da para apertar um fino
pqp
pqp
pqp
pqp
felicidade
fumar
pera ai
pqp
fumar
uma ponta deu uma onda de acido
tudo sai da conexão
isso é harmonia
estar confuso
em linhas tortas

D: achou?


M: foi breve
mas angustiante


D: como? vem até vc a loucura?
M: o importante e sentir desespero
Heic Noenum Pax
Here is no peace
De Grandae Vus Antiquus Mulum Tristis
Arcanas Mysteria Scriptum

D: uma dose de morfina pra calar os sentidos
os profetas bailando nus em ondas de volupia sem dor
sem sentimentos
o vácuo
nada mais


M: tudo é breve


D: breve como essa nossa conversa
vou me ausentar
até logo
M: blz






2 comentários:

  1. Essa sim foi a verdadeira entrevista. Caos, Niilismo, Black Metal... muito necessário.

    ResponderExcluir