sexta-feira, 25 de novembro de 2011

SUA VULVA MOLHADA

(Por Diego EL Khouri)

Línguas travadas
te chupo a alma embriagada
em pelos úmidos de orgasmo.

Estás excitada com a  boca no falo
e nem por isso bebes o pecado.

Amantes do insondável
nos lambemos numa loucura sem tamanho
jóias de um elemento novo
nas Tuas costas te arranho.

A minha porra está presa
como nunca esteve antes
é uma teimosia desse deus
preso num inferno de Dante.

Cagando e andando
pelo espaço que se perdeu
eu sou meu deus

espécie de anjo embriagado
com a mão no caralho

chupando sua bela vulva cabeluda
numa obsessão freudiana de tarado.

3 comentários:

  1. Por isso é que eu tenho um notebook: é fácil de carregar pro banheiro!

    ResponderExcluir
  2. Porra isso é de uma profundidade quase gozante!

    ResponderExcluir